Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Jubileu de Ouro

10/06/2019

Jubileu de Ouro

A Paróquia Divino Espírito Santo é a única na Arquidiocese de Goiânia com este padroeiro

Jubileu de Ouro - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

No período de 31 de maio a 8 de junho, a Paróquia Divino Espírito Santo, a única na Arquidiocese de Goiânia com este padroeiro, celebrou 50 anos de sua criação. Para comemorar a data, uma ampla programação foi organizada com novena em louvor ao Divino Espírito Santo. Todas as pastorais e movimentos se envolveram na preparação das celebrações. No primeiro dia da novena, foram homenageadas as pessoas que desde o início fazem parte da comunidade, entre elas a senhora Ana Maria, secretária da paróquia por quase 40 anos e quem pediu para que os frades franciscanos, fundadores da comunidade, viessem celebrar a Santa Missa pela primeira vez na região.

 

O pároco, padre Léo Fiorin, missionário da Sagrada Família, comentou a importância da celebração dos 50 anos da paróquia. “É o momento de agradecer a Deus pela história desta paróquia, celebrar 50 anos não é um ponto de chegada, mas certamente é mais uma motivação para continuar o trabalho missionário que realizamos aqui. Agradecemos a Deus pelas pessoas que começaram a comunidade, deram tudo de si para construir passo a passo, pouco a pouco, não somente o espaço físico, mas a vida fraterna, a própria Igreja de Jesus Cristo.”

 

O pároco ressaltou ainda o significado da paróquia para a Congregação dos Missionários da Sagrada Família. “Nós temos uma estima muito grande por esta comunidade. Todos que passaram aqui deram o melhor de si para construir esta obra. Temos aqui também um pequeno seminário estilo propedêutico e primeira etapa da formação de todos os seminaristas da nossa congregação. Nestes 20 anos da nossa presença, muitos passaram e conhecem esta casa e esta paróquia e daqui levaram a lembrança do povo acolhedor que participa e faz a paróquia viva e repleta dos dons do Divino Espírito Santo”, afirmou.

 

 

História

Em meados de 1966, surgiu em Goiânia, a Comunidade Divino Espírito Santo, que se reunia nos fins de semana, em salas de aula emprestadas pela Escola Municipal Bárbara Souza de Morais. Nesse mesmo local, acontecia também catequese, reuniões, além das celebrações. Naquela época, a comunidade era atendida pelo frei Juvenal e pelo padre Lima e administrada pelos franciscanos, na pessoa do frei José Francisco, fundador da comunidade.

 

No ano de 1969, depois de quase quatro anos, a comunidade ganhou da prefeitura o local definitivo onde começou a ser construída a Matriz, antes mesmo de se tornar paróquia. A comunidade Divino Espírito Santo foi se expandindo e seu território se estendia até Aparecida de Goiânia, fazendo limite com a Rodovia BR 153.

 

Com a criação da Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, no Jardim das Laranjeiras, o seu território diminuiu bastante, porém continuou extenso. Faziam parte: Jardim Novo Mundo, Vila Maria Luiza, Água Branca, Jardim Brasil, Vila Maricá, Parque Santa Maria, Jardim Califórnia, e os Conjuntos Aruanã I, II, III e o Riviera.

 

No dia 21 de junho de 1969, o primeiro arcebispo de Goiânia, Dom Fernando Gomes dos Santos, elevou a Comunidade à Paróquia Divino Espírito Santo e, nesse mesmo dia, empossou o seu primeiro pároco, mons. Joseph Yves Marie Bernard.

 

Em 10 de maio de 1975, a paróquia passou a ser administrada pelos padres jesuítas. O primeiro foi o espanhol Frabriciano Aywela que, logo no começo da sua gestão, construiu a igreja matriz, já que o espaço físico estava insuficiente para a comunidade local. Além dele, diversos padres jesuítas passaram pela paróquia e deixaram sua marca.

 

No ano de 1999, mais precisamente no dia 20 de outubro, foi feita uma transição na paróquia. Ela não foi mais administrada pelos padres jesuítas, mas pela Congregação dos Missionários da Sagrada Família. Padre Carlos César Pereira foi o primeiro pároco.

 

No próximo mês de outubro, a congregação completa 20 anos de presença na paróquia. Atualmente, a Paróquia Divino Espírito Santo é representada pelo pároco, padre Léo Fiorin, que assumiu a paróquia em 2015, e tem feito um ardente trabalho missionário na comunidade junto com o vigário paroquial, padre Volimar Aimi.

 

A paróquia tem ainda duas comunidades: a Imaculada Conceição de Maria, na Vila Maria Luiza, e a Comunidade Nossa Senhora Aparecida, no Setor Água Branca.

 

Fúlvio Costa