Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Arquidiocese
  3. Palavra do Arcebispo
  4. Com coragem vamos vencer a pandemia

26/04/2021

Com coragem vamos vencer a pandemia

Com coragem vamos vencer a pandemia - Palavra do Arcebispo - Arquidiocese de Goiânia

Em 2020, devido à pandemia do coronavírus, não foi possível acontecer a Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Dessa vez, para não ficarmos mais uma vez sem esse importante encontro que presta um serviço indispensável à nossa Igreja, foi possível nos reunirmos através da internet. Ao todo, 390 bispos participaram e conseguimos desenvolver o encontro, mesmo que com uma dinâmica muito diferente daquela que estamos acostumados.

 

O tempo de pandemia que vivemos tem nos impossibilitado o encontro pessoal, aquele cuja maior característica é o calor humano e a relação interpessoal. Embora haja dificuldades, contudo, não podemos ficar parados, pois a Igreja exige-nos um caminhar, sobretudo lançando luzes para a evangelização que precisa dar passos novos e criativos neste novo tempo. Somos chamados a redesenhar a evangelização com o auxílio das tecnologias que temos à disposição.

 

A  Assembleia da CNBB foi um exemplo de que é possível caminhar, mesmo com tantos desafios impostos pela pandemia. Se faz urgente pensarmos estratégias de evangelização para este momento e para aquele posterior ao atual. Os irmãos bispos expressaram, nesses cinco dias de encontro, os desafios e esperanças que se apresentam a todos. De norte a sul desse nosso imenso Brasil, somos desafiados a pregar a mensagem do Reino neste novo areópago da fé, como os primeiros cristãos após a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Eles precisaram de um tempo para entender o que estava acontecendo. O Senhor mostrou-lhes os caminhos, e eles então caminharam e anunciaram a Boa Notícia. A Igreja precisa estar preparada e os desafios que nos são apresentados não são fáceis, uma vez que a comunhão fraterna, a solidariedade e a humanização devem integrá-la. Embora seja necessário ainda manter o distanciamento social, usar máscaras, evitar contatos físicos, não podemos deixar que isso nos molde de forma perene, cientes de que um mundo melhor nos espera após esses acontecimentos tão tristes que marcaram nossas vidas e mais ainda de todos que perderam amigos, vizinhos, familiares.

 

O papa Francisco dirigiu aos bispos reunidos, uma mensagem de coragem muito importante que eu quero reforçar aqui também. Jesus é a nossa base, a nossa força e a nossa unidade. A Igreja é instrumento de reconciliação e de unidade e, neste difícil momento, estamos em unidade, de modo especial com os que mais sofrem. Aquele que prometeu “estar conosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28,20), sofre conosco e nos ergue do desânimo que, por vezes, pode nos abater. O barco é o mesmo e estamos todos juntos em unidade cuidando uns dos outros.

 

Deus vos abençoe!

 

Dom Washington Cruz, CP
Arcebispo Metropolitano de Goiânia