Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Ano Nacional do Laicato

04/12/2017

Ano Nacional do Laicato

Por uma atuação mais ampla dos cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade

Ano Nacional do Laicato - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

Por uma atuação mais ampla dos cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade

Na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo, celebrada no último domingo (26), a Igreja no Brasil deu início ao Ano Nacional do Laicato, que se estenderá até 25 de novembro do próximo ano. Com o tema “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”, e o lema “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5,13-14), o Ano tem o objetivo de convidar todos os cristãos leigos a vivenciar o Ano do Laicato por meio de orações, celebrações e reflexões, bem como incentivar e apoiar uma participação sempre maior dos cristãos leigos e leigas na vida da Igreja e da sociedade, para que sejam, de fato, sal da terra e luz do mundo numa Igreja decididamente missionária.

“Esperamos valorizar e promover, ainda mais, a participação do laicato no interior da Igreja, nos conselhos paroquiais, pastorais, movimentos e serviços, mas também na sociedade, nos campos da política, da economia e da cultura. Necessitamos de uma presença muito maior dos fiéis leigos e leigas na sociedade, para serem, de fato, “sal da terra e luz do mundo”, como Jesus quer dos seus discípulos, e como propõe a Igreja hoje. Para isso, é indispensável que o Ano do Laicato seja vivido por todos, pastorais, movimentos, comunidades, paróquias e regionais da CNBB”. (Dom Sergio da Rocha, presidente da CNBB)

O Ano Nacional do Laicato é a oportunidade para valorizar ainda mais a presença e a missão dos cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade. Para isso, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) aprovou a realização do Ano e encarregou à Comissão Episcopal Especial para o Ano do Laicato – cujo presidente é o bispo de Caçador (SC), Dom Severino Clasen – a missão de organizar atividades em quatro eixos, para que, de fato, ele seja vivido intensamente.

  • Eventos
  • Comunicação, catequese e celebração
  • Seminários temáticos nos Regionais
  • Publicações

Esse Ano também é motivado e fundamentado pelo Documento 105, da CNBB, “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da Terra e Luz do Mundo”. Portanto, é também objetivo do Ano do Laicato dinamizar o estudo e a prática do documento e de outros do magistério da Igreja, que estimulam a atuação e presença dos leigos na Igreja e na sociedade.

Na Arquidiocese de Goiânia, o nosso arcebispo Dom Washington Cruz abriu o Ano do Laicato na Catedral Metropolitana, com missa presidida no domingo (26), às 11h30. O Evangelho do dia (Mt 25, 31-46), em que Jesus explica aos discípulos que o Filho do Homem separará os povos à sua direita e à sua esquerda, ou seja, aqueles que praticaram a bondade e a justiça ao próximo, daqueles que nada fizeram, iluminou a homilia do arcebispo. “O Senhor delineou a sua Igreja como uma família e nesta, a virtude fundamental é a solidariedade, ou seja, a comunhão, a caridade mútua que, com todas as consequências, deve nos fazer pensar as lições do Evangelho de hoje. No entardecer da vida, essas lições devem nos colocar em exame sobre nossas práticas de amor, conforme nos recorda São João da Cruz, aludindo à passagem do Evangelho deste domingo”, afirmou.

Dom Washington ainda exortou a não esquecermos da lei fundamental que nos faz ser Igreja. “O amor são obras e não apenas palavras bonitas. Temos necessidades imprescindíveis que nos levam a nos entregarmos ao serviço dos irmãos mais carentes. Cristo se disfarça no irmão faminto, sedento, nu, para provocar a misericórdia para com ele, seus irmãos mais pobres, de maneira que nós também alcancemos misericórdia. Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Dessa maneira, o amor cristão encontra seu caminho de ida e volta em Jesus Cristo”.

O Ano do Laicato é, portanto, uma retomada da grandeza do nosso Batismo, em que fomos chamados a ser partícipes do sacerdócio de Cristo. Pelo Batismo, todos os cristãos assumem a missão que Jesus deixou à Igreja, de evangelizar, anunciar o Reino da verdade, da justiça, do amor e da paz. E isso não se faz apenas dentro da Igreja, mas na sociedade, como o próprio Documento 105 indica: “A vocação própria dos leigos é administrar e ordenar as coisas temporais, em busca do Reino de Deus. Vivem, pois, no mundo, isto é, em todas as profissões e trabalhos, nas condições comuns da vida familiar e social, que constituem a trama da existência. São aí chamados por Deus, como leigos, a viver segundo o espírito do Evangelho, como fermento de santificação no seio do mundo” (n. 5).

 

Campanha da Evangelização

Criada há 20 anos, a Campanha da Evangelização (CE) teve início em 1998, com o objetivo de favorecer a vivência do Tempo do Advento e mobilizar todos para uma Coleta Nacional. Os recursos são destinados à sustentação do trabalho missionário no Brasil. A iniciativa considera, de modo especial, a ajuda para dioceses de regiões mais necessitadas e desassistidas. O gesto concreto é partilhado solidariamente pela Igreja no Brasil, da seguinte forma:

 

A campanha, que está em sintonia com o Ano do Laicato, foi aberta no domingo (26). Ela tem duração de três semanas e a conclusão acontece no terceiro domingo do Advento, dia 17 de dezembro, quando deve ser realizada, em todas as comunidades católicas, a Coleta para a ação evangelizadora no Brasil. Todas as paróquias receberam folders informativos sobre o tema e o lema da CE 2017, e os envelopes para a coleta. Além disso, já está à disposição o cartaz para ser adquirido ou baixado no site da Edições CNBB.

O objetivo da campanha é despertar os discípulos e as discípulas missionários para o compromisso evangelizador e para a responsabilidade pela sustentação das atividades pastorais no Brasil.

 

Jornalista Fúlvio Costa