Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Marcha em Defesa da Vida será virtual

13/05/2020

Marcha em Defesa da Vida será virtual

Participe da 12ª Marcha Goiana da Cidadania em Defesa da Vida

Marcha em Defesa da Vida será virtual - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

O Comitê Goiano da Cidadania em Defesa da Vida – Brasil sem aborto, integrado por representantes de diversos segmentos organizados da sociedade que levantam a bandeira da vida e lutam contra a legalização do aborto em nosso país, realiza, anualmente, desde 2009, a Marcha Goiana da Cidadania em Defesa da Vida – Contra o aborto, conclamando o povo de Goiás a sair às ruas em defesa da vida humana desde a concepção.

 

Neste ano, em virtude do atual contexto de pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Comitê Goiano optou por realizar a 12ª Marcha Goiana da Cidadania em Defesa da Vida de forma virtual, com transmissões (lives), pelas redes sociais do Comitê (Facebook e Instagram – facebook.com/comitegoianopelavida), no dia 28 de maio, às 19h. Assim, o movimento contribui com a proteção da vida de todos os participantes e com a não proliferação do contágio do vírus.

 

Como explica Lourivan Macedo, coordenador do Comitê Goiano da Cidadania em Defesa da Vida – Brasil sem aborto, a Constituição Federal de 1988 é nitidamente a favor da vida ao inserir, como cláusula pétrea, o seu artigo 5°, que define como garantia fundamental a inviolabilidade do direito à vida. O Código Civil brasileiro, seguindo a mesma orientação, afirma, em seu art. 2°, que “a personalidade civil do homem começa do nascimento com vida, mas a lei põe a salvo desde a concepção os direitos do nascituro”.

 

Em nome do Comitê Goiano, Lourivan convida toda a sociedade a participar dessa Marcha Goiana Virtual Pela Vida: “Vamos nos unir pelo ideal de defender a vida humana desde o momento da concepção, lutar pela aprovação do Estatuto do Nascituro (PL 478/2007 e PEC 29/2015) e contra a legalização do aborto no Brasil, proposta ao STF pela ADPF 442. Chegou a hora de todos nós, goianos, manifestarmo-nos nas redes sociais com toda convicção: “Eu sou a favor da vida... Como legalizar a morte se queremos vida?”

 

Eliane Borges