Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Conheça os cinco mandamentos da Igreja Católica

01/10/2021

Conheça os cinco mandamentos da Igreja Católica

Conheça os cinco mandamentos da Igreja Católica - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

A Igreja Católica possui cinco mandamentos próprios. De acordo com padre Elenivaldo Manoel dos Santos, a Igreja pode estabelecer seus próprios mandamentos sem se esquecer dos principais mandamentos estabelecidos por Deus. O padre explica que os mandamentos não são recomendações, exortações ou orientações e que, assim como é pecado desobedecer aos dez mandamentos da Lei de Deus, também o é desobedecer aos cinco mandamentos da Igreja.

 

A Igreja, que herda de Cristo o poder de ensinar e santificar o povo, acrescentou cinco mandamentos, além dos dez já conhecidos, com o objetivo de termos o mínimo indispensável para uma vida de oração. Pe. Elenivaldo fala sobre a importância de conhecermos os mandamentos da Igreja. “Conheça os cinco mandamentos da Igreja. Eles servem para nós como orientação na linha moral e, ao mesmo tempo, na vida litúrgica.”Pe. Elenivaldo Manoel dos Santos

 

1º Mandamento: O primeiro mandamento da Igreja é “Ouvir missa inteira e abster-se de trabalhos servis nos domingos e festas de guarda”. Padre Elenivaldo orienta: “Viva o domingo, participe da Santa Missa”. E diz ainda que, quando é impossível participar da Santa Missa, por motivo grave, mesmo assim o preceito é obrigatório. “A pessoa pode participar da Celebração da Palavra, individualmente ou com sua família, rezar a liturgia do dia e fazer uma reflexão. Assim você consegue cumprir o preceito”, reforça.

 

2º Mandamento: O segundo mandamento, conforme o Catecismo (CIC, 2042), “‘Confessar-se ao menos uma vez em cada ano’ assegura a preparação para a Eucaristia, mediante a recepção do Sacramento da Reconciliação que continua a obra de conversão e perdão do Batismo”. O padre explica que “A Eucaristia precisa ser recebida por corações dispostos à reconciliação, vivência e experiência da conversão, autenticada pelo Sacramento da Confissão”.

 

3º Mandamento: Segundo o Catecismo (CIC, 2042), o terceiro mandamento, “‘Comungar ao menos pela Páscoa da Ressurreição’ garante um mínimo na recepção do Corpo e Sangue do Senhor, em ligação com as festas pascais, origem e centro da liturgia cristã”.

 

4º Mandamento: O quarto mandamento da Igreja (CIC, 2043) refere-se a “Guardar abstinência e jejuar nos dias determinados pela Igreja”, pois “assegura os dias de ascese e de penitência que nos preparam para as festas litúrgicas e contribuem para nos fazer adquirir domínio sobre os nossos instintos e a liberdade do coração”.

 

5º Mandamento: O quinto e último mandamento (CIC, 2043), “‘prover as necessidades da Igreja, segundo os legítimos usos e costumes e as determinações’ aponta ainda aos fiéis a obrigação de prover às necessidades materiais da Igreja consoante as possibilidades de cada um”.  Sobre esse assunto, Pe. Elenivaldo explica que “Nós não temos uma lei na Igreja que determina quantos porcento. Existe a nossa obrigação de sustentar. A maneira bíblica de sustentar a Igreja é a devolução do dízimo”.

 

 

Suzany Marques