Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Arquidiocese
  3. Palavra do Arcebispo
  4. A adoração a Jesus no Santíssimo Sacramento

22/01/2021

A adoração a Jesus no Santíssimo Sacramento

A adoração a Jesus no Santíssimo Sacramento - Palavra do Arcebispo - Arquidiocese de Goiânia

Adoração é um tipo especial de oração que significa reverência pelo divino e como nos relacionamos com Deus. É admitir que Deus é Deus e nós não. É a percepção da grandeza, da majestade e beleza de Deus junto à sua bondade e presença, que “tira o fôlego”. A adoração a Deus pode acontecer em qualquer lugar, mas, especificamente para nós, católicos, a adoração é a oração diante do Santíssimo Sacramento.

 

Na nossa Arquidiocese, muitas paróquias já estão acostumadas a manter Jesus no Ostensório para a adoração, em um dia específico ou diariamente, ao longo de todo o dia e até à noite. A adoração eucarística é uma prática piedosa que todos nós deveríamos assumir como parte do nosso itinerário de fé. Esteja você também diante do Santíssimo Sacramento exposto ou mesmo guardado no Sacrário. Gostaria, portanto, de oferecer alguns elementos que poderiam ajudar você a viver seu momento de adoração.

 

1 – Como diz o papa Francisco: “Deixe Cristo olhar para você”. Ele continua perguntando: “Adorando o Cristo verdadeiramente presente na Eucaristia: deixo-me transformar por Ele? Devo deixar que o Senhor, que se dá a mim, me guie a sair cada vez mais da minha cerca, a sair e não ter medo de dar, de compartilhar, de amá-lo e de amar o próximo?”. Quando Cristo olha para nós, somos vistos como realmente somos e nos tornamos mais doadores.

 

2 – Você realmente não está sozinho durante a adoração, então olhe para Jesus com os olhos da fé e diga: “Estás comigo”. Nunca se esqueça, você está na presença dele.

 

3 – Na presença real, Deus está exclusivamente presente para você. Compartilhe com Deus tudo que você traz em seu coração.

 

4 – Escute. Deixe seu coração ficar quieto. Não se preocupe se nada acontecer ou se sua mente passar de um pensamento para outro. Apenas esteja presente a Cristo e o ouça.

 

5 – Enquanto você está sendo contemplado, devolva o presente e olhe para Cristo. Usando a palavra “exposição”, percebemos que nosso coração está exposto. Somos vulneráveis ​​e disponíveis para Cristo.

 

6 – Quando oramos, Deus já está lá primeiro. Quando compartilhamos nossas alegrias e tristezas e oramos por amigos e entes queridos, não estamos orando para que Deus conheça nossas preocupações. Deus já sabe! Como diz o catecismo, oramos para que Deus mude nossos corações.

 

7 – Caso seja necessário e o tempo permita, o rosário é uma excelente forma de orar. Junto a Maria, meditamos profundamente na vida, morte e ressurreição de Jesus, colocando Jesus no centro de nossos pensamentos e, assim, o adoramos.

 

8 – Por fim, poderíamos ler a Bíblia. Jesus é verdadeiramente a palavra de Deus e, abrindo a palavra escrita, nos tornamos mais próximos dele.

 

Dom Washington Cruz, CP
Arcebispo Metropolitano de Goiânia