Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Setembro: mês dedicado à Palavra de Deus

03/09/2019

Setembro: mês dedicado à Palavra de Deus

Iniciativas bíblicas são desenvolvidas na Arquidiocese de Goiânia

Setembro: mês dedicado à Palavra de Deus - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

Todos os anos, a Igreja nos propõe um tema para ser estudado e contemplado em setembro, Mês da Bíblia no Brasil, desde 1971. Neste ano, a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) dá continuidade a este quarto e último ano do ciclo do tema “Para que n’Ele nossos povos tenham vida”. A proposta de estudo é a Primeira Carta de João com destaque para o lema “Nós amamos porque Deus primeiro nos amou” (1Jo 4,19).

 

Em um tempo que parece muito difícil dialogar, trocar experiências, entender o próximo, e até mesmo chamá-lo de meu irmão, a proposta do estudo da Primeira Carta de João é pertinente e por que não dizer indispensável para os dias atuais no Brasil. O presidente da citada Comissão Bíblico-Catequética da CNBB, Dom José Antonio Peruzzo, deixou uma mensagem muito especial a respeito na apresentação do texto-base para o Mês da Bíblia 2019: “Que o estudo da Primeira Carta de João mova-nos e comova-nos a diálogos fraternos e a convivências pacificadoras, amando-nos ‘uns aos outros’”.

 

O texto-base para o Mês da Bíblia, que pode ser adquirido nas livrarias católicas ou mesmo pelo site das Edições CNBB (www.edicoescnbb.com.br), destaca que há duas afirmações fundamentais sobre Deus na Primeira Carta de João. A primeira é: “Deus é luz” (1Jo 1,5), a segunda é: “Deus é amor” (1Jo 4,8.16). A primeira aparece no início da Carta, a segunda aparece no final, mas já foi sendo preparada desde o início do texto.

 

Bíblia, alimento da Igreja

 

Para o arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz, um mês dedicado à Bíblia é justificado pela importância que a Palavra de Deus tem para os cristãos e para todo o mundo. “Assim como a Eucaristia, a Palavra também é um alimento da nossa vida cristã. É mais do que justificado que em setembro comemoremos a Bíblia, pois até os não crentes, como Mahatma Gandhi, lia as Bem-Aventuranças com muita edificação e muito amor e, para nós cristãos, deve ser o livro de cabeceira porque se trata da nossa norma de vida”, afirmou.

 

O biblista frei Fernando Inácio Peixoto, ofm, comunga do mesmo pensamento de Dom Washington Cruz. “A Igreja vive do alimento espiritual que é ouvir a Palavra do Senhor e comer na mesa do Senhor, é isso que sustenta a Igreja. A liturgia é a fonte da vida da Igreja que caminha para ela e nasce dela. Quando a Igreja dedica um mês para comemorar a Bíblia, quer, com isso, dar ênfase à liturgia da Palavra, que é uma das duas partes do sacrifício eucarístico”, explicou.

 

Iniciativas bíblicas

Na Arquidiocese de Goiânia há muitas iniciativas voltadas para a dimensão bíblica. O Encontro Semanal identificou algumas e apresenta-as aqui com o objetivo de motivar nossas paróquias e comunidades, pastorais e movimentos a evangelizarem por meio do alimento da Palavra, essencial para a caminhada de fé. Na Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística, no Setor Bueno, existem, há pelo menos dez anos, as Oficinas de Oração e Vida, que dedicam parte de suas atividades à meditação, partilha e vivência da Palavra. “Nosso objetivo é criar familiaridade com a Bíblia, dialogando com o Senhor e partilhando com os irmãos”, afirmou Katherine da Silva e Silva, que participa das oficinas desde 2013. Junto com ela estavam Reny Onofre Itagiba e Lilian Mamede da Silva, que também participam desde 2012. Todos os anos, a paróquia abre seis turmas das oficinas, oferecendo dez inscrições por turma à comunidade. Além dessa paróquia, as Oficinas de Oração e Vida são oferecidas nas paróquias Nossa Senhora Auxiliadora (Catedral), Santa Edwiges e Nossa Senhora Aparecida, Santo Expedito e São João Evangelista. O projeto é idealizado e fundado por frei Ignácio Larrañaga, sacerdote capuchinho espanhol. No transcorrer das reuniões, a pessoa é conduzida a relacionar-se com Deus como um amigo; manusear a Bíblia e entender o que Deus quer nos dizer; orar com a Bíblia sentindo a presença de Deus, seu consolo, sua força e sua paz.

 

Na Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística, também há um grupo de estudo bíblico, cuja base de alunos é formada pelos catequistas da Paróquia.  Uma vez por mês, o prof. Hebert Barros, exegeta e professor da PUC Goiás, leciona ao grupo. Neste ano, eles estão se dedicando ao estudo do Evangelho de Lucas, uma vez ao mês, contemplando assim a liturgia da Igreja, que vive, em 2019, o Ano C, dedicado ao evangelista. “O estudo é muito importante porque nos auxilia a transmitir as verdades da fé aos nossos catequizandos”, afirmou a catequista Suelen Marion. “Já estamos há mais de dez anos nesse estudo com o prof. Hebert e a formação é muito importante para o nosso trabalho com os catequizandos e também para que entendamos a fundo e vivamos mais intensamente a nossa fé”, disse a catequista Isabel Cristina Araújo Alves Siqueira. A formação dá possibilidades de trabalhar com mais eficácia a Palavra de Deus nos encontros catequéticos, segundo Divina Madalena de Jesus. Já para Maria Lúcia de Oliveira Silva, as formações abrem horizontes e dão segurança aos catequistas durante os encontros catequéticos.

 

A Mostra Bíblica da Catequese é uma iniciativa realizada pela Paróquia Nossa Senhora da Assunção há cinco anos. A quinta edição acontecerá no próximo dia 21 de setembro, das 14h às 17h, e enfatizará o Ano Missionário Extraordinário convocado pelo papa Francisco. O tema escolhido pela paróquia é “Todos, tudo e sempre em missão”. Segundo os organizadores, durante a Mostra, as turmas de catequese e todas as comunidades da paróquia fazem exposições. Neste ano, será sobre Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo; Infância Missionária; Santos Mártires Missionários; Missão evangelizadora nas redes sociais e nas ruas; Missão da Catequese, entre outros. A Mostra Bíblica é um evento aberto à visitação da comunidade em geral sendo um momento ímpar de conhecimento e evangelização.

 

O Grupo de Oração Operários da Fé São José se reúne todas as segundas-feiras nas casas de famílias, na Paróquia Santo Antônio, do Setor Pedro Ludovico. A iniciativa começou em 1990 por membros do Encontro de Casais com Cristo (ECC). O grupo é um exemplo de Igreja em saída, pois, além de sua atuação paroquial, também já rezou em Senador Canedo, Trindade e Bonfinópolis. “Nós fazemos, nos encontros, leituras e partilha da Palavra”, disse o membro do grupo, José Antônio de Azevedo. Ele comentou também que as orações são sempre dedicadas ao Santo Padre, ao arcebispo Dom Washington Cruz e aos bispos auxiliares Dom Levi e Dom Moacir, aos padres e familiares e à paz em Jerusalém. O grupo anota em um caderno o local dos encontros, data, participantes, leituras do dia e pedidos de oração. No tempo do Natal, reza a novena e faz uma coleta que é doada a famílias carentes.

 

Fúlvio Costa