Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Creio no Espírito Santo

08/07/2019

Creio no Espírito Santo

Carta Pastoral encerra trilogia sobre a Santíssima Trindade

Creio no Espírito Santo - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

Por ocasião do encerramento da Festa do Divino Pai Eterno, em Trindade, neste domingo, 7 de julho, aconteceu o lançamento da terceira Carta Pastoral do nosso arcebispo Dom Washington Cruz sobre a Santíssima Trindade, intitulada “Creio no Espírito Santo – Meditação sobre a vida no Espírito”.

 

O arcebispo escolheu essa festa para lançar as três cartas pelo significado dela na vida de cada cristão católico. “É uma caminhada catequética e evangelizadora, que deseja ajudar a crescer também pela formação, pelo aprofundamento litúrgico e teológico, pelo discernimento da fé cristã e de suas implicações para a vida na Igreja e na sociedade. É por isso que tenho me empenhado nesses anos de romaria a Trindade –, a estudar, refletir, meditar e a escrever sobre a Santíssima Trindade, sobre o Creio professado pela Igreja, sobre o Pai, o Filho e Espírito Santo” (n. 1).

 

Com sete capítulos, a nova Carta Pastoral começa explicando “Quem é o Espírito Santo”. O autor destaca também que “Ele não é um intermediário, uma força ou uma luz saída de Deus, mas o próprio Deus”. Creio no Espírito Santo é uma valiosa Carta Pastoral para todos os cristãos: sacerdotes, religiosas, leigos, sobretudo para catequistas e catequizandos.

No Capítulo III, Dom Washington discorre sobre a caridade. “O amor, que o Espírito nos faz viver é, ao mesmo tempo, sentimento, sabedoria, empenho e trabalho” e ressalta que “esta Carta Pastoral, consagrada ao Espírito Santo, pode nos levar a concentrar a nossa reflexão principalmente sobre o exercício da caridade”. Já o capítulo V trata do Sacramento da Confirmação. O Espírito é ainda, conforme Dom Washington, a esperança do mundo. “A esperança é assim um fruto direto do dom e da comunicação do Espírito Santo. O Espírito é, enfim, a esperança do mundo: é ele que dirige o universo e a sua história” (n. 40).

A seguir, apresentamos alguns destaques que dão uma visão geral do documento, que não dispensam a leitura e o estudo atentos da nova Carta Pastoral

O Espírito Santo nos dá a vida (Cap. I)
Somente por meio das manifestações a fé pode reconhecer progressivamente a sua misteriosa identidade.  Reconhecemos, portanto, aquele que se doa, o Espírito Santo, através dos dons que Ele nos oferece (n. 9)

 

A Santíssima Trindade (Cap. II)
O Espírito Santo se manifesta em nós com a luz e a força que atuam nos nossos corações, na atividade da Igreja e no mundo. Neste sentido, Cristo age em nós através do Espírito que procede do Pai e do Filho por meio da fé e da caridade que infunde nos nossos corações. (n. 34)

 

A diversidade (Cap. III)
O Espírito suscita na Igreja uma diversidade de funções que respondem a determinados objetivos: a proclamação da palavra, a instrução, a edificação, a ajuda recíproca e a direção, a gestão da comunidade. Todas estas funções são, portanto, espirituais, porque se realizam sob a guia e a assistência do único Espírito. (n. 55)

 

A Igreja, templo do Espírito Santo (Cap. IV)
A Igreja é, ao mesmo tempo, corpo de Cristo, templo do Espírito Santo e povo de Deus. Em nossa romaria a Trindade somos convidados a meditar, sobretudo, nesta segunda dimensão da Igreja, que é “templo de Espírito Santo”, de tal modo que possamos tirar conclusões para a nossa vida pessoal e para o discipulado missionário. (n. 84)

O Espírito vivifica e ilumina (Cap. V)
Nesta carta desejo dar uma atenção toda especial ao sacramento da confirmação. Quando os jovens o recebem, no momento em que começam a pensar em seu próprio futuro, podem descobrir frutuosamente o Espírito como guia interior e como fonte de segurança para o seu amanhã. (n. 100)

 

A renovação litúrgica e a orientação pastoral (Cap. VI)
Cabe-nos valorizar e recuperar pastoralmente essa importante tradição goiana de amor e fé ao Espírito Santo, purificando-a naquilo que tornou-se mera exterioridade, ritual sem significado ou crendice mágica; e trazendo para os dias de hoje essa rica tradição, como componente eclesial da fé cristã e como dimensão constitutiva da cultura do povo goiano. (n. 153)

 

Orientações pastorais (Cap. VII)
O objetivo pastoral desta Carta é o de favorecer uma consciência maior e uma experiência mais viva da presença e da ação do Espírito Santo, na Igreja, no mundo e na nossa vida espiritual, superando, se for necessário. (n. 160)

 

Cartas Pastorais

Creio em Deus Pai :No ano de 2017, Dom Washington escreveu Carta Pastoral sobre a primeira pessoa da Santíssima Trindade, intitulada Creio em Deus Pai – Meditação sobre a paternidade de Deus. Com 90 páginas, a carta está dividida em 13 capítulos, nos quais o arcebispo enfatiza que o Pai sempre estará ao nosso lado, nos protegendo e nos guiando.

A Carta Pastoral também relata como teve início a Festa do Divino Pai Eterno, em Trindade, e descreve como ela tem crescido ano a ano.

 

Creio em Jesus Cristo: Em 2018, ele escreveu Carta Pastoral convidando a olharmos para Jesus, salvador do mundo, segunda pessoa da Santíssima Trindade. Essa Carta Pastoral intitula-se Creio em Jesus Cristo – Meditação sobre o Filho unigênito do Pai. Com 44 páginas, a edição popular da nova Carta Pastoral está dividida em 128 pontos. Logo nos primeiros tópicos, o autor explica como se dá o nosso encontro com Jesus. Primeiro, reconhecendo que o Senhor está vivo entre nós e que tal presença possibilita nosso encontro com Ele, como filho enviado do Pai, como Senhor da Vida que nos comunica seu Espírito (cf. Carta Pastoral, 8). 

 

Fúlvio Costa

Fotos: Rudger Remígio