Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Segunda etapa da 59ª Assembleia Geral dos Bispos

02/09/2022

Segunda etapa da 59ª Assembleia Geral dos Bispos

Segunda etapa da 59ª Assembleia Geral dos Bispos - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

No último domingo, 28 de agosto, Dia Nacional do Catequista, teve início a 59ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo. O encontro, que termina nesta sexta-feira, 2 de setembro, teve como tema central: “Igreja sinodal – Comunhão, Participação e Missão.” Mais de 300 prelados participaram da assembleia.

 

A segunda etapa é uma continuação do processo que teve início em abril deste ano, com a participação dos 19 regionais da CNBB sobre a atualização das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (2019-2023). Em pauta, também foram discutidos e votados as atualizações do Estatuto da CNBB, a tradução do Missal Romano, o texto do Ministério do Catequista, o Estudo nº 114 da CNBB e mais 14 temas.

 

São eles: 18º Congresso Eucarístico Nacional; Análise de Conjuntura Eclesial; Análise de Conjuntura Social; Assuntos relacionados ao Celam (Conselho Episcopal Latino-Americano); Celebração dos 70 anos da CNBB; Assuntos relacionados ao Ceris (Centro de Estatística Religiosa e Investigações Sociais); Comissão Especial para a Mineração e Ecologia Integral; Jornada Mundial da Juventude 2023; Campanha Junho Verde; Apresentação da nova marca da CNBB (Identidade Visual); Pesquisa sobre “Saúde Integral do Clero”; questões relacionadas à Proteção de Crianças e Adolescentes; Questões jurídicas; e o Sínodo dos Bispos 2023. 

 

Quem participa
Cardeais, arcebispos, bispos diocesanos, auxiliares e coadjutores, bispos eméritos, administradores diocesanos, representantes de organismos e pastorais da Igreja são convidados para participar da assembleia.

Conforme dados da Secretaria Técnica da CNBB, a Igreja Católica no Brasil possui 278 circunscrições eclesiásticas. Sendo 478 bispos, em todo o país. Entre eles, 321 exercem seu governo pastoral e 157 pediram sua renúncia aos 75 anos, tornando-se eméritos.

 

Processo de votação
Em conformidade com o Código de Direito Canônico, o estatuto da CNBB e o regimento interno, as votações precisam ser de modo presencial, em cédulas. Segundo a CNBB, o estatuto que está sendo preparado já prevê votações por meio eletrônico. Podem votar todos os bispos membros da CNBB, que exercem seu governo pastoral. Os bispos eméritos têm somente voz.

 

Domingo, 28 de agosto
A 59ª Assembleia se iniciou com missa no Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo. Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB e arcebispo de Belo Horizonte (MG), realizou a celebração. Os membros da presidência da CNBB e os bispos que integram o Conselho Episcopal Pastoral (Consep) concelebram. 

 

Segunda-feira, 29 de agosto
No segundo dia, o episcopado brasileiro dialogou sobre o texto da tradução do Missal Romano e também sobre a Campanha Junho Verde, cujo projeto, agora Lei n. 14.393/2022, altera a Política Nacional de Educação Ambiental, instituindo a celebração do mês temático como parte das atividades educativas na relação com o meio ambiente. E ainda aprofundaram no tema central da assembleia deste ano.
 

A coletiva de imprensa deste dia foi sobre o tema central da assembleia, e foram convidados o arcebispo de Santa Maria (RS) e presidente da Comissão do Tema Central da 59º AG CNBB, Dom Leomar Antônio Brustolin, e o bispo de Tefé (AM) e membro da Comissão do Tema Central, Dom José Altevir da Silva.
 

O bispo de Tefé (AM), destaca que o papel das diretrizes é de inspirar a ação pastoral da Igreja no Brasil. “Isso significa que quando se trata de um tema central, é realmente algo que possa expressar a resposta aos desafios do momento em que a Igreja está vivendo. E hoje, nós sabemos que as atuais diretrizes, tem como proposta evangelizar o Brasil nesse tempo atual, marcado por essa cultura urbana, anunciando a Palavra de Deus, formando discípulos e discípulas missionárias de Jesus Cristo”, afirma Dom José Altevir da Silva.
 

Ainda nesse dia, os bispos aprovaram e enviaram uma carta ao Sumo Pontífice Francisco, afirmando que o tema do Sínodo 2023, “Comunhão, Partipação e Missão”, foi a inspiração das duas etapas da 59ª Assembleia Geral. Leia a carta, na íntegra, em nosso site.

 

Terça-feira, 30 de agosto
No terceiro dia, pela manhã, os bispos realizaram o primeiro bloco de votações. Foram avaliadas as revisões e alterações no Estatuto da CNBB, propostas pela Comissão de Redação do Estatuto.
 

A proposta de renovação é “que o documento reflita o rosto da Igreja no Brasil e favoreça uma atualização de entendimento da estrutura e do funcionamento para os dias de hoje, contemplando os critérios da sinodalidade e sua missão e os eixos de formação integral, comunicação e diálogo estratégico com a sociedade”, destaca a jornalista Vanusa Wistuba, em matéria para a CNBB.
 

Outro documento votado foi o Estudo nº 114 que trata sobre a Animação Bíblica da Pastoral a partir das Comunidades Eclesiais Missionárias. Ao final da manhã também foi estudado o subsídio que trata sobre os encaminhamentos práticos para se instituir o Ministério do Catequista.
 

Ainda foram deliberados outros temas, tais como: a tradução do Missal Romano, iniciado na segunda-feira; decisões e informações sobre o Congresso Eucarístico Nacional e também a nova identidade visual para a CNBB.

 

Quarta-feira, 31 de agosto
No quarto dia de assembleia, o Estudo nº 114 voltou à pauta da reunião. Após apresentado no dia anterior, a Comissão recebeu e acatou sugestões de mudança, que foram incorporadas ao texto. A partir disso o livro segue para uma nova votação do prelado.
 

Os bispos também continuaram avaliando o Estatuto da CNBB, após algumas mudanças no texto. A Comissão responsável deve apresentar uma nova versão para aprovação. Também foram votados a tradução do Missal Romano, a mensagem do episcopado ao povo brasileiro e o subsídio que trata sobre os encaminhamentos práticos para a instituição do Ministério do Catequista.
 

Ainda na quarta-feira, a Comissão do Tema Central reuniu com todos os regionais da CNBB para um trabalho de escuta sobre as atuais Diretrizes Evangelizadoras da Igreja no Brasil.

 

Quinta-feira, 1 de setembro
Nesse penúltimo dia de assembleia, o prelado foi convidado a fazer um retiro de silêncio, oração e fraternidade. E depois fizeram uma procissão rumo ao Santuário Nacional. À noite, os bispos participaram de um momento comemorativo pelos 70 anos da CNBB.


Na próxima semana, você confere, em nosso site, a conclusão do que foi a 59ª Assembleia Geral dos bispos do Brasil.

 

Gabriela Rodrigues

Nós usamos cookies para oferecer uma melhor experiência a você quando estiver visitando o nosso site. Ao clicar em "Aceitar e Fechar", você concorda com o uso dos cookies e termos na nossa Política de privacidade.

Aceitar e Fechar