Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. LVI Dia Mundial das Comunicações

27/05/2022

LVI Dia Mundial das Comunicações

“Vede, pois, como ouvis” (Lc 8, 18)

LVI Dia Mundial das Comunicações - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

Neste ano de 2022, celebramos o 56º Dia Mundial das Comunicações Sociais, com o tema “Escutar com o ouvido do coração”. Em sua mensagem, o Papa Francisco, explica a importância da escuta na vida do cristão e na sua relação com Deus, ensinamento deixado em diversas passagens da Sagrada Escritura. “A partir das páginas bíblicas aprendemos que a escuta não significa apenas uma percepção acústica, mas está essencialmente ligada à relação dialogal entre Deus e a humanidade”. O Santo Padre também esclarece que escutar é um sinal de humildade, característica da forma com que Deus se apresenta ao homem. “Ela permite a Deus revelar-Se como Aquele que, falando, cria o homem à sua imagem e, ouvindo-o, reconhece-o como seu interlocutor. Deus ama o homem: por isso lhe dirige a Palavra, por isso inclina o ouvido para o escutar”. Clique aqui e confira a mensagem na íntrega.

 

Para contribuir que a mensagem seja difundida e as palavras do Santo Padre cheguem ao maior número de pessoas, no Brasil, único país onde é constituída uma Pastoral da Comunicação, foi desenvolvido pela coordenação nacional da Pascom um subsídio formativo. Além da mensagem, ele traz chaves de leitura e ações pastorais que suscitam a vivência, uma verdadeira experiência prática da escuta iluminada pela mensagem. Segundo Dom Joaquim Mol, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, a mensagem do papa é um norte para uma comunicação correta dentro e fora da Igreja. Ele explica um pouco a figura de linguagem escolhida de escutar com o coração “[...] como escutar com o coração se este órgão vital do corpo não tem sequer ouvidos? Não seria mais adequado propor o ato de escutar com os dois ouvidos, ao invés de usar uma metáfora que atribui a escuta ao coração? [...]. O Papa Francisco, educador e comunicador que é, insiste em ensinar que, além de captar sons pelos ouvidos, somos chamados a algo muito mais profundo, a escutar com todo o nosso ser, envolvendo toda a nossa pessoa. Por isso, o ouvir profícuo conduz ao escutar com o coração, mas também com os olhos, com a mente, com as mãos, porque o ato de escutar nos faz ver, pensar, fazer algo. Tudo isso remete ao emblemático coração, que nos põe a ‘sentir’ o outro e o Outro, fazendo-nos inteira e responsavelmente pessoas de escuta, capazes de comunicação!”

 

Na Arquidiocese de Goiânia, o DMCS será celebrado neste domingo, dia 29, às 15h, na Catedral Metropolitana. Incentivamos a leitura completa da mensagem do Papa Francisco para essa data, pois, além da ocasião específica a qual se destina, soma-se às constantes catequeses do Santo Padre, que nos conduzem ao caminho de cada vez mais nos aproximarmos dos passos de Cristo.

Clique aqui para ter acesso ao subsídio.

Pequeno Histórico

O Dia Mundial das Comunicações Sociais (DMCS) foi instituído pelo documento Inter Mirifica, do Concílio Vaticano II, que destacava “Todos os filhos da Igreja, usando destes meios de comunicação, não só não venham a sofrer dano, mas como o sal e a luz, deem sabor à terra e iluminem o mundo” (IM, 24). No primeiro DMCS, celebrado em maio de 1967, o Papa Paulo VI, logo no início, ressaltou que “com esta iniciativa, proposta pelo Concílio Vaticano II, a Igreja, que ‘se sente intimamente solidária com o gênero humano e com a sua história’, (Gaudium et spes, Proêmio) quer chamar a atenção dos seus filhos e de todos os homens de boa vontade para o vasto e complexo fenômeno dos modernos meios de comunicação social, como a imprensa, o cinema, o rádio e a televisão, que são uma das notas mais caraterísticas da civilização moderna. Em tudo isso vemos delinear-se e agir um admirável desígnio de Deus providente, que abre à inteligência humana sempre novos caminhos para o seu aperfeiçoamento e para a consecução do fim último do homem. Deve ser, portanto, muito apreciada, no seu justo valor, a contribuição que a imprensa, o cinema, o rádio, a televisão e os outros meios de comunicação social oferecem ao incremento da cultura, à divulgação das obras de arte, à distensão dos ânimos, ao mútuo conhecimento e compreensão entre os povos, e também à difusão da mensagem evangélica”.

 

 

Oração do Comunicador

Senhor, fazei de mim um meio de vossa comunicação! Onde tantos jogam bombas de destruição, que eu leve a palavra de união! Onde tantos procuram ser servidos, que eu leve a alegria de servir! Onde tantos fecham a mão para bater, que eu abra o coração para acolher! Onde tantos adoram a máquina, que eu saiba valorizar e venerar o ser humano! Onde tantos endeusam a técnica, que eu saiba humanizar a pessoa! Onde a vida perdeu o sentido, que eu leve o sentido de viver! Onde tantos estão sempre distantes, que eu seja alguém sempre presente! Onde tantos sofrem a solidão na multidão, que eu seja a presença viva do encontro! Onde tantos só vivem a matéria que passa, que eu viva o espírito que fica! Onde tantos só olham para a terra, que eu saiba olhar para o Céu! Senhor, fazei de mim um comunicador de vossa vida, de vossa paz, de vosso amor! Amém!

 

Talita Salgado

 

Nós usamos cookies para oferecer uma melhor experiência a você quando estiver visitando o nosso site. Ao clicar em "Aceitar e Fechar", você concorda com o uso dos cookies e termos na nossa Política de privacidade.

Aceitar e Fechar