Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Sínodo 2023 é tema da Reunião Mensal de Pastoral

17/09/2021

Sínodo 2023 é tema da Reunião Mensal de Pastoral

“Por uma Igreja Sinodal: comunhão, participação e missão”

Sínodo 2023 é tema da Reunião Mensal de Pastoral - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

O caminho da sinodalidade é o caminho que Deus espera da Igreja do terceiro milênio (Papa Francisco)

 

No último sábado, dia 11 de setembro, aconteceu a Reunião Mensal de Pastoral de forma on-line. O encontro foi assessorado pelo padre Júlio Cesar Rezende, assessor do Setor de Educação da CNBB e membro da equipe de animação do Sínodo.

 

O tema abordado foi “Por uma Igreja Sinodal: comunhão, participação e missão”. O padre iniciou sua explanação sobre o significado de Sínodo na vida da Igreja e como será esse processo até 2023. Sínodo é uma palavra grega “syn-hodos” que tem como significado “fazer juntos o caminho” ou “caminhar juntos”.

 

Em comemoração aos 50 anos da instituição do Sínodo dos Bispos, o papa disse, em 17 de outubro de 2015: “Aquilo que o Senhor nos pede, de certo modo, já está contido na palavra sínodo. Caminhar juntos leigos, pastores, Bispo de Roma é um conceito fácil de exprimir em palavras, mas não é assim fácil pô-lo em prática”.

Segundo Pe. Júlio, o documento de preparação do sínodo usa duas imagens bíblicas para ilustrar o que nós somos convidados a viver como Igreja nesse caminho sinodal. São vários textos dos Evangelhos que mostram a multidão que vai ao encontro de Jesus e em torno de Jesus estão os apóstolos. Esse ícone é utilizado para nos motivar a entender de que modo somos chamados a viver essa sinodalidade como Igreja hoje. Precisamos pensar nas três figuras do ícone: Jesus como mestre, protagonista absoluto, que toma a frente, que semeia as palavras sem preferência por nenhum grupo; a multidão, um grupo de pessoas que vai seguindo Jesus pelo caminho. São essas pessoas que recebem o anúncio do Evangelho e têm a missão de transmitir a todos o Reino de Deus. Além disso, na multidão encontram-se os apóstolos que são chamados a uma permanência diferente. Eles seguem Jesus, depois de receberem um chamado especial de revelar o Reino de Deus.

Pe. Júlio Cesar Rezende

Portanto, o Sínodo é uma expressão eclesial, isto é, a Igreja que caminha unida para ler a realidade com os olhos da fé e o coração de Deus. É necessário superar os obstáculos representados pela falta de formação e de espaços reconhecidos, nos quais os fiéis leigos possam se expressar e agir, e por uma mentalidade clerical que corre o risco de mantê-los às margens da vida eclesial.

 

Após a fala de padre Júlio, Mons. Luiz Lôbo, coordenador de Pastoral, fez uma breve explanação sobre como acontecerá o Sínodo na Arquidiocese de Goiânia.

 

Em suas considerações Dom Washington Cruz disse que a própria Reunião Mensal de Pastoral é um movimento sinodal que reúne centenas de pessoas para estudar um tema atual que está sendo discutido ou para formações em preparação a momentos fortes da vida litúrgica. O arcebispo mencionou o Sínodo Arquidiocesano realizado em 2012.

 

Datas do Sínodo:

- Setembro de 2021 – Publicação do Questionário e do Vademecum.

- 9 e 10 de outubro: abertura em Roma.

- 14 de outubro: live pelas redes sociais da CNBB para apresentação da proposta.

- 17 de outubro: abertura nas dioceses.

- Outubro de 2021 até março de 2022: etapa nas igrejas locais.

- 25 de março de 2022: último dia para envio das contribuições diocesanas à CNBB.

- Setembro de 2022: Instrumentum Laboris.

- Março de 2023: reuniões entre as conferências episcopais.

- Outubro de 2023: fase Continental – Sínodo em Roma.

 

Clique aqui e assista o vídeo da Reunião Mensal

Marcos Paulo Mota