Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Solenidade da Imaculada Conceição de Maria

06/12/2019

Solenidade da Imaculada Conceição de Maria

A Solenidade da Imaculada Conceição de Maria e os dias de preceito

Solenidade da Imaculada Conceição de Maria - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

A Igreja celebra, neste domingo, dia 8 de dezembro, a Solenidade da Imaculada Conceição de Maria. Como as solenidades têm precedência, ou seja, um grau maior de importância nas festas cristãs, em qualquer tempo litúrgico, inclusive na Quaresma ou no Advento, não celebramos a liturgia do 2º Domingo do Advento, mas, com o coração festivo, celebramos solenemente a Imaculada Conceição de Maria.

 

Padre Sílvio Zurawski, professor de Teologia e especialista em Mariologia, explica como surgiu o Dogma da Imaculada Conceição. “O Dogma da Imaculada Conceição foi definido pelo papa Pio IX, em 8 de dezembro de 1854, com a Bula Ineffabilis Deus (Deus inefável). Por meio dessa formulação dogmática, a Igreja, na sua catolicidade, afirma que, por graça singular de Deus, e em previsão dos méritos de Jesus Cristo, a bem-aventurada Virgem Maria foi preservada da mancha do pecado original desde o primeiro momento de sua concepção”, explicou. No Prefácio da Santa Missa da Imaculada Conceição, também encontramos a seguinte afirmação, que confirma que Deus preparou uma mulher que fosse digna de ser a Mãe do Salvador: “A fim de preparar para o vosso Filho mãe que fosse digna dele, preservastes a Virgem Maria da mancha do pecado original, enriquecendo-a com a plenitude de vossa graça.”

A Solenidade da Imaculada Conceição é um dia de preceito, no qual todo católico é convocado a participar da Santa Missa. Como Mãe e Mestra, a Igreja recomenda por meio de normas e regras, os dias de preceito, para que os fiéis guardem o terceiro mandamento da Lei de Deus: Guardar domingos e festas! Além do caráter de obrigatoriedade, os preceitos e mandamentos da Igreja nos ajudam a prestar o verdadeiro culto a Deus e cultivar a nossa santificação.

 

O papa São Paulo VI, em 2 de fevereiro de 1974, presenteou a Igreja com a Exortação Apostólica Marialis Cultus, que trata sobre o culto a Maria. É no Mistério Pascal de Cristo, desde a sua encarnação até a vinda do Espírito Santo, que se insere o culto à Virgem Maria. Em Marialis Cultus (n. 3), afirma-se que “no tempo do Advento a Liturgia, não apenas na altura da solenidade de 8 de dezembro, celebração, a um tempo, da Imaculada Conceição de Maria, da preparação radical (cf. Is 11,1.10) para a vinda do Salvador e para o feliz exórdio da Igreja sem mancha e sem ruga, recorda com frequência a bem-aventurada Virgem Maria, sobretudo nas férias que vão de 17 a 24 de dezembro; e, mais particularmente, no domingo que precede o Natal, quando faz ecoar antigas palavras proféticas acerca da Virgem Mãe e acerca do Messias  e lê episódios evangélicos relativos ao iminente nascimento de Cristo e do seu Precursor”.

 

O Catecismo da Igreja Católica (n. 2177) nos ensina que “A celebração dominical do Dia e da Eucaristia do Senhor está no coração da vida da Igreja. O domingo, em que se celebra o Mistério Pascal, por tradição apostólica, deve guardar-se em toda a Igreja como o primordial dia festivo de preceito”.

 

O Código de Direito Canônico, Cânon (1246, parágrafo 2), explicita: “A Conferência Episcopal, contudo, pode, com aprovação prévia da Sé Apostólica, abolir alguns dias festivos de preceito ou transferi-los para o domingo”. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) assim normatizou os dias de preceito no Brasil:

Dias de preceito que obrigatoriamente são celebrados no domingo

- Domingo de Ramos

- Domingo de Páscoa

- Solenidade de Pentecostes

- Solenidade da Santíssima Trindade 

 

Outros dias de preceito

- Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, em 1º de janeiro.

- Epifania (Dia de Reis), em 6 de janeiro (a celebração ocorre no domingo da semana de 2 a 8 de janeiro).

- Ascensão de Jesus ao Céu

- Corpus Christi, na quinta-feira, após o Domingo da Santíssima Trindade.

- São Pedro e São Paulo, em 29 de junho (no Brasil, passou para o domingo mais próximo).

- Assunção de Nossa Senhora, em 15 de agosto (a celebração ocorre no domingo seguinte).

- Todos os Santos, em 1º de novembro (também foi passado para o domingo seguinte).

- Imaculada Conceição de Nossa Senhora, no dia 8 de dezembro.

- Natal, em 25 de dezembro.

 

Marcos Paulo Mota
Acadêmico de Jornalismo pela PUC Goiás