Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Arquidiocese
  3. Palavra do Arcebispo
  4. Os avós merecem nossa gratidão e respeito

23/07/2018

Os avós merecem nossa gratidão e respeito

Os avós merecem nossa gratidão e respeito - Palavra do Arcebispo - Arquidiocese de Goiânia

A memória de Sant’Ana e São Joaquim, pais da Virgem Maria e avós de Jesus, é celebrada no dia 26 de julho, hoje reconhecido internacionalmente como Dia dos Avós. A data é uma oportunidade para manifestar nossa  gratidão aos avós. Eles representam a participação humana na geração da vida, dádiva do Criador, e sua transmissão de geração em geração. Amar, respeitar, valorizar e cuidar dos avós são atitudes esperadas de uma civilização plenamente desenvolvida, equilibrada e cristã. 

Mas, tão grande quanto a sua importância socioafetiva e integradora é a responsabilidade dos avós na formação ética, solidária, moral e religiosa da família. Do seu exemplo, depende o desenvolvimento psicossocial de seus descendentes, que vão viver e se relacionar com o mundo, essencialmente de acordo com os valores, hábitos e costumes herdados.

Uma realidade atual é que as pessoas estão sendo avós muito mais jovens. E também estão precisando assumir a criação dos netos, tanto para que os seus filhos possam trabalhar, quanto definitivamente. A ajuda mútua na família faz parte da sua natureza. Porém, devemos ficar atentos a situações que geram grande cansaço e desequilíbrio financeiro aos avós. No entanto, cada caso é único, e cada família deve encontrar o seu caminho para manter equilíbrio emocional, material e espiritual de avós, filhos e netos. O mais importante é cultivar harmonia, respeito, empatia, solidariedade e justiça nas relações.

Os problemas da vida podem tornar os avós ranzinzas, de difícil relacionamento, e muitas doenças podem torná-los dependentes de cuidados especiais. É preciso, então, ter paciência com eles. Lembrar os momentos de aconchego que eles nos proporcionaram, ou somente do grande presente que nos deram, ao permitir que a vida continuasse a partir deles.

Aproveitem o Dia dos Avós para estreitar e alimentar laços, para dizer aos seus avós o quanto são significativos em suas vidas e o quanto eles lhes fazem bem. Peçam sua bênção e rezem por eles. Um abraço e a certeza do seu afeto são os melhores presentes que podem lhes dar.

E se os seus avós morarem longe, rezem por eles também e façam contato por meio das mesmas tecnologias que utilizam para conversar com seus amigos. E se já tiverem falecido, um presente inigualável ainda será uma oração, um pensamento de gratidão pela semente de vida que tornou possível a sua existência.

Celebremos a memória de Sant’Ana e São Joaquim com o mesmo espírito de gratidão, por terem sido partícipes em nossa redenção, pela concepção da Santa Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo. Roguemos por sua intercessão, junto ao Divino Pai Eterno, pelos avós e as famílias de nossa arquidiocese e de todo o mundo!