Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Arquidiocese
  3. Palavra do Arcebispo
  4. No caminho da cruz

05/11/2021

No caminho da cruz

No caminho da cruz - Palavra do Arcebispo - Arquidiocese de Goiânia

Cristo abre um caminho e nos convida. Ao longo da história, a vida da graça em Cristo foi apresentada por meio de imagens diferentes: “escola de Deus”, “família de Deus” etc. A forma que o próprio Cristo sugere no Evangelho é aquela do seu seguimento. Deixa as suas pegadas por primeiro e nos indica onde colocar os pés: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz cada dia e siga-me” (Lc 9,23). Esse caminho se compõe de vários capítulos, sintetizáveis na cruz, no ato de abraçar a cruz e no seguimento dos passos de Jesus. O caminho de “toda a vida de Jesus foi cruz e martírio” (Imitação de Cristo, Livro 2, cap. 12, n. 3).

 

A cruz é a renúncia de si mesmo, obediência, humildade, generosidade, implica em carregar os fardos do irmão e na luta espiritual contra a carne, o demônio e o mundo, buscando a santificação das diversas circunstâncias da vida. A cruz atravessa toda a vida e sua conclusão é a morte. Para Jesus foi o sinal do seu amor obediente ao Pai. Para nós é a síntese da nossa fidelidade e identificação com Ele. Como proclamou São Paulo, nada nos gloria “a não ser da cruz de Jesus Cristo, nosso Senhor: ele é a nossa salvação, vida e ressurreição. Por meio dele fomos salvos e libertos” (Gl 6,14). Vive-se a cruz. Ela nos transforma a partir das consciências, na solidão de um leito de enfermo ou ancião, na fadiga daquele que dedica a sua jornada à família, na dificuldade daqueles que puseram a sua vida a serviço da Igreja. A cruz abre-nos às riquezas de Cristo e a porta do céu. Nós, discípulos do Senhor, queremos descobrir sempre mais o valor da cruz.

 

O Evangelho propõe-nos seguir Cristo com sentimentos filiais para com o Pai, aceitando e suportando a cruz como regra de vida, com o coração cheio de caridade. O seguimento de Cristo, em suas linhas mestras, está contido nas bem-aventuranças. Ali encontra-se o mais sublime enunciado da vida, motivação e programa da própria vida de Cristo. O batizado, seguindo Cristo, Caminho, Verdade e Vida, alcança, assim, a fonte da sua felicidade mais íntima e total.

 

Trecho da Carta Pastoral “O Espírito Santo, a Igreja e a Liturgia”, de Dom Washington Cruz. A carta pode ser lida, na íntegra, em nosso site: www.arquidiocesedegoiania.org.br