Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Arquidiocese
  3. Palavra do Arcebispo
  4. Devoção ao Sagrado Coração de Jesus

07/06/2021

Devoção ao Sagrado Coração de Jesus

Devoção ao Sagrado Coração de Jesus - Palavra do Arcebispo - Arquidiocese de Goiânia

Deus é infinitamente justo. Dará a cada um, após a morte, o prêmio ou o castigo eterno, conforme cumpriu ou não a sua vontade.

 

O medo da condenação eterna, viver para sempre longe de Deus, leva os crentes a evitar o pecado e a não transgredir nenhum dos Mandamentos.

 

Mas Deus é infinitamente misericordioso. Cuida de nós e trata-nos com muito carinho “como quem pega um menino ao colo” (Os 11,3). A quem o ama no mundo, concede a graça de viver para sempre com Ele no céu.

 

Quem ama a Deus vive em paz com a sua consciência, pratica sempre o bem, nada teme porque sabe que jamais deixará de ser amado por Deus. Vale a pena afastar escrúpulos, deixar de temer e viver feliz. Sim, Jesus quer-nos felizes agora e na eternidade.

 

Sagrado Coração de Jesus

Jesus dialoga com a samaritana que, no fim, fica felicíssima, chamando todas as pessoas para virem ao seu encontro (Jo 4,1-42).

 

Jesus revela-se na Parábola do Filho Pródigo. Ele é o Pai que está sempre à espera do pecador arrependido para o acolher de braços abertos (Lc 15,11-32).

 

Jesus perdoa a mulher pecadora, que lhe lavou os pés com as lágrimas e os enxugou com os cabelos (Lc 7,36-50).

 

Jesus comove-se e chora junto do seu amigo Lázaro, falecido há quatro dias, antes de o ressuscitar (Jo 11,1-46). Jesus ama-nos tanto que deu a vida por nós, pregado na cruz.

 

A Igreja quer que vivamos sempre no amor. Por isso, instituiu a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus.

 

Foi no século XVII que o Sagrado Coração de Jesus se manifestou à Santa Margarida Maria para nos dizer: “Prometo-vos no excesso de misericórdia do meu coração que o meu amor todo poderoso concederá a todos aqueles que comungarem, na primeira sexta-feira de nove meses seguidos, a graça da penitência final; não morrerão no meu desagrado nem sem receberem os sacramentos: o meu divino coração será o seu refúgio de salvação nesse derradeiro momento”.

 

Se, no passado, a devoção ao Sagrado Coração de Jesus levou tantos homens e mulheres a alcançarem a perfeição e a santidade, também hoje é urgente amá-lo como Ele nos ama.

 

Neste dia, somos chamados a rezar pelos sacerdotes. Ele também referiu-se à Santa Margarida Maria: “Darei aos sacerdotes o poder de tocar os corações mais empedernidos”.

 

Dia de Oração pela Santificação dos Sacerdotes

O sacerdote deixa tudo, inclusive de constituir família, para se entregar inteiramente a Jesus Cristo no serviço aos irmãos.

 

Como Jesus, o sacerdote deve ser uma pessoa com ótima formação, incapaz de fazer mal seja a quem for, praticando sempre o bem. Deve estar disponível para receber e acolher os fiéis, indo ao encontro de todas as pessoas, sem nunca se cansar de anunciar o Evangelho. Deve tornar atual a Palavra do Senhor, celebrar a Eucaristia, administrar os sacramentos, viver em contínua oração…

 

O sacerdote deve ser amado pelos cristãos, que devem rezar por ele, para que se mantenha sempre fiel à sua vocação. Que Nossa Senhora nos encaminhe para o Senhor Jesus, cujo coração amabilíssimo abrasa a todos no seu amor!

 

 

Dom Washington Cruz, CP
Arcebispo Metropolitano de Goiânia