Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Arquidiocese
  3. Palavra do Arcebispo
  4. Quaresma: Beber da fonte da Oração

22/02/2021

Quaresma: Beber da fonte da Oração

Quaresma: Beber da fonte da Oração - Palavra do Arcebispo - Arquidiocese de Goiânia

Irmãos e Irmãs

 

Há luzeiros que Deus elege e, por vezes, eleva à dignidade dos altares. Eles brilham no céu como se orientassem os nossos passos pelas noites escuras, pelos tempos de deserto, pelas travessias libertadoras e pascais. Um destes tantos foi o Cardeal François Xavier Van Thuan. Tive a graça de conhecê-lo de perto, homem rico em virtudes, de grande oração e coração. Sua vida nos inspira, nestes tempos de Quaresma, quando nos preparamos para reviver o Mistério Pascal: Paixão, Morte e gloriosa Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. Sua experiência sofrida no cárcere, vivida em união com Cristo crucificado, sob a materna proteção de Nossa Senhora, trouxe ao mundo um profundo testemunho de união, de perdão, de justiça e de paz. Por mais de uma década, no cárcere, o Venerável Cardeal celebrava a missa diariamente, com três gotas de vinho canônico, um presente dado pelos fiéis, e hóstias escondidas dentro de uma tocha. Depositava as gotas de vinho e uma gota de água na palma da mão. Depois que saiu da prisão, disse: “Era esse o meu altar e era essa a minha catedral. (...) Em cada dia tinha a oportunidade de estender as mãos e de me pregar na cruz com Jesus, de beber com ele o cálice mais amargo (...) Foram as mais belas Missas da minha vida”.

 

Este é um caminho de santidade de vida que pode nos ajudar nesta Quaresma. Profundamente associados ao mistério do caminhar lento de Jesus para entregar-se aos seus algozes, ao longo desses quarenta dias e quarenta noites, fazemos também essa experiência de nos cravarmos na cruz com Jesus. Cada cristão faz seu peregrinar penitencial, na oração, na meditação da Palavra de Deus, na prática das obras de misericórdia e transforma seus pecados em caminhos de graça mediante a Confissão Sacramental. Faz-se também, em nós, o caminhar de Jesus para Jerusalém. Colocamo-nos com ele em peregrinação pelas cidades e vilarejos, numa tensão que aumenta a cada passo. Este é o altar, esta é a Catedral de Jesus: a Cruz, elevada no Gólgota, no Monte das Caveiras.

 

Ao seguir os passos de Jesus com seus discípulos, façamos nossa a oração do Cardeal Van Thuan:

“O caminho da esperança é feito de pequenos passos de esperança.
A vida de esperança é feita de breves minutos de esperança.
Como Tu, Jesus, que sempre fizeste aquilo que agrada ao teu Pai.
Quero dizer-te a cada minuto:
Jesus, eu te amo, a minha vida é sempre uma ‘nova e eterna aliança’ contigo.
A cada minuto quero cantar com toda a Igreja:
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo…”

 

Irmãos e irmãs, que esta Quaresma, apenas iniciada, possa nos conduzir a uma intensa contemplação do amor de Nosso Senhor Jesus Cristo por toda a humanidade, ferida pela corrupção do pecado. Assim, ao fazermos com Cristo esta caminhada de “dor e amor”, podemos nos preparar, com fecundidade, para a Páscoa deste ano, rumo à Páscoa definitiva na vida eterna.

 

Uma Santa Quaresma a todos.

 

Dom Washington Cruz, CP
Arcebispo Metropolitano de Goiânia