Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. O Leigo e a Teologia

11/05/2018

O Leigo e a Teologia

Um desafio a ser superado

O Leigo e a Teologia - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

Quando partimos da etimologia da palavra Teologia, sabemos que ela é a ciência que estuda Deus. Porém, existem muitos leigos que pensam que iniciar os estudos de Teologia é a porta de entrada para perder a fé. Mas hoje eu gostaria de mostrar-lhes que se equivoca quem pensa assim, mesmo que seja uma grande pretensão humana estudar Deus, ou seja, tê-lo como objeto de conhecimento. O saber teológico tem Deus como objeto de estudo, mas com a consciência de que esse conhecimento não se esgota em um discurso, na elaboração de um conceito ou numa teoria. Deus é infinitamente maior do que somos e pensamos. Isso faz da busca do conhecimento teológico algo gratificante, pois, quando conhecemos Deus, conhecemos também o homem. Entender Deus é, ao mesmo tempo, entender o ser humano, pois a revelação é dirigida ao homem. Não há um discurso sobre Deus que não seja ao mesmo tempo um discurso humano.

O estudo de Deus realizado pela Teologia é de fato um esforço da razão, da intelectualidade humana de compreendê-lo de um modo mais pertinente. Porém, não é um exercício da razão apenas em vista da compreensão de conceitos e atributos de Deus. Quem se debruça na aventura da Teologia, também o faz para se aprofundar, justificar e esclarecer a fé Nele. A Teologia, como ciência, trata-se de uma reflexão crítica e sistemática da fé e que tem como fonte a Palavra de Deus e a nossa experiência da fé, nossa experiência religiosa. Nesse caso, a verdade a ser buscada pela Teologia tem por base a revelação, e seu objeto não é propriamente Deus, mas o falar de Deus, a Palavra de Deus, e como essa Palavra é acolhida em uma determinada comunidade de fé.  

Temos vivido situações, na sociedade e no mundo, que apresentam questões sobre a fé que nunca foram colocadas anteriormente e, diante disso, não podemos nos calar, nem nos omitir; nos vemos obrigados a dar uma resposta. No entanto, para dar uma resposta coerente e embasada, precisamos nos preparar, nos capacitar na academia. Sendo assim, digo que é urgente que não somente os padres e religiosos estudem Teologia. Os leigos precisam entender que esse também é um espaço deles, seja no mundo e na comunidade de fé.

Ao ler o discurso que o Papa Francisco fez em 26 de janeiro deste ano, ao se encontrar com os membros da Pontifícia Academia de Teologia, ficou ainda mais claro para mim que devemos ter, em nossas comunidades, leigos conscientes e comprometidos com a verdade do Evangelho; pessoas que possam assumir sua missão na formação de outros irmãos e de levantar a voz para defender aqueles que precisam, com base na sua experiência de fé. O Pontífice, na ocasião, disse que o teólogo se põe “a serviço da Igreja com a intenção de promover, solicitar e sustentar, nas suas diversas formas, a inteligência da fé no Deus que se revelou em Cristo”, e reforçou que precisamos ser fiéis ao magistério da Igreja e “abertos às instâncias e aos desafios da cultura”. Reforçou ainda que a academia “apresenta-se como lugar de confronto e diálogo para a transmissão do Evangelho em contextos sempre novos, deixando-se estimular pelas urgências que chegam da humanidade sofredora para oferecer a contribuição de um pensamento crente, encarnado e solidário”[1].   

Precisamos, como Igreja arquidiocesana, pensar na formação de nossas lideranças. Por isso, mais uma vez, estamos às vésperas do Vestibular Social da PUC Goiás, que está disponibilizando 15 vagas para o curso de Teologia Noturno, com 50% de desconto para todos os alunos. Conscientes dos desafios que os leigos encontram para estudar, a estrutura do curso noturno, desde seu início, foi organizada pensando na participação daqueles que trabalham durante toda a semana e precisam estar algum dia à noite em casa, e também na realidade de quem não pode se manter num curso de alto custo. As aulas acontecem no Instituto de Filosofia e Teologia Santa Cruz, no mesmo espaço do Centro de Pastoral Dom Fernando (CPDF), no Jardim das Aroeiras, das 19h às 22h nas terças, quartas e sextas-feiras; e no sábado, das 7h10 às 17h. 

Para maiores informações com relação ao valor, podem ligar para a secretaria da Escola de Formação de Professores e Humanidades, nos números 3946-1671 ou 3946-1626. As inscrições estão abertas pelo site: https://goo.gl/MU2XEu

A prova consta de uma redação em Língua Portuguesa e uma avaliação de conhecimentos gerais, que acontecerá no dia 19 de maio de 2018 (sábado), a partir das 13h.

Venha fazer Teologia na PUC Goiás. Esperamos por você!

 

Pe. David Pereira de Jesus
Coordenador do Curso de Teologia e Professor de Teologia Pastoral/ PUC Goiás e Instituto Santa Cruz

 

______________________________________________________________

[1] FRANCISCO, Papa.  Discurso do Papa Francisco aos membros da pontifícia academia de teologia.  Disponível em: http://w2.vatican.va/content/francesco/pt/speeches/2018/january/documents/papa-francesco_20180126_pont-accademia-teologia.html  acesso em 06/05/2018.