Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Mutirão Diocesano de Comunicação

16/04/2018

Mutirão Diocesano de Comunicação

Diocese de Luziânia sedia 1º Mutirão de Comunicação

Mutirão Diocesano de Comunicação - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

 

Série de eventos acontecerão durante todo o ano, em preparação ao XI Mutirão Brasileiro de Comunicação, a ser sediado em Goiânia, em julho de 2019. Eles devem reunir acadêmicos de comunicação, profissionais da área e agentes de Pascom.

Durante todo o dia 8 de abril, Domingo da Divina Misericórdia, 47 membros da Pastoral da Comunicação (Pascom), de oito municípios da Diocese de Luziânia, se reuniram no Centro Pastoral Caná, na cidade de Luziânia, para participar das diversas atividades realizadas naquela Igreja, entre elas palestras, oficinas e troca de experiências. Essa foi a primeira de uma série de Mutirões de Comunicação Diocesanos, que irão acontecer no Regional Centro-Oeste da CNBB (Goiás e Distrito Federal), até o mês de outubro. O próximo, agendado para o dia 5 de maio, acontecerá na Arquidiocese de Brasília.

 

Uso das Redes Sociais

No Muticom Luziânia, o tema norteador do evento foi “Uso das redes sociais: um desafio para a Igreja”. Sobre isso, a secretária da Pascom no Regional Centro-Oeste e assessora de comunicação da Arquidiocese de Goiânia, Talita Salgado, abriu o evento realçando por que é importante estar presente nas redes sociais digitais. “É um espaço real, de experiência, parte integrante da vida cotidiana, um novo contexto existencial”. Mas, para isso, ela disse que é preciso conhecimento antes de abrir contas nas redes sociais de paróquias ou dioceses, uma vez que a voz propagada ali é de toda a Igreja Católica.

A espiritualidade, segundo a assessora, é outro fator agregador para o comunicador cristão. “Por se tratar de um trabalho em que tocamos os corações das pessoas, precisamos estar abastecidos da fonte que é o Cristo, estar próximos, promover o diálogo e o encontro pessoal. Ela sugeriu como fundamental a leitura da Mensagem de 2013, do papa Bento XVI, para as Comunicações. “Esta mensagem é voltada exclusivamente para a evangelização por meio das redes sociais”, sugeriu.

 

 

Mensagem do Bispo

Na abertura do evento, o bispo diocesano de Luziânia, Dom Waldemar Passini Dalbello, demonstrou entusiasmo com a realização do primeiro Muticom do Regional em Luziânia. Logo após a missa de abertura, na Catedral Nossa Senhora da Evangelização, ele deu boas-vindas aos participantes e explicou que a Pastoral da Comunicação, assim como as demais pastorais, é uma atividade que deriva de Pastor. “No caso da diocese, o bispo representa a figura do pastor, que é aquele que guia, que conduz e orienta. Claro que o bispo não consegue pastorear em todas as porções do povo de Deus, por isso se faz necessária e indispensável a atuação dos colaboradores por meio das pastorais. A Pascom, por exemplo, desenvolve a tarefa de comunhão, de informar para dentro, mas também para toda a sociedade, de abrir portas, reunir, integrar fiéis”.

 

11º Mutirão de Comunicação

Mas o que é o Mutirão de Comunicação? E por que a Igreja dá tanta importância a esse evento? Promovido desde 1998 pela Igreja no Brasil, o Muticom acontece a cada dois anos. Reflexão, diálogo, aprofundamento, troca de conhecimentos e análise crítica, a partir de estudos e práticas de comunicação no âmbito da Igreja e da sociedade, são algumas das propostas do Mutirão. É ainda denominado assim porque é uma construção coletiva em busca de um novo saber pela comunicação fundamental.

 

Aos participantes do Muticom Luziânia, já em preparação à XI edição do Mutirão Nacional, que acontecerá em Goiânia, no mês de julho de 2019, foi explicado que os eventos diocesanos serão realizados até outubro deste ano. É uma motivação para se refletir sobre a comunicação que gera vida, que está a serviço do bem comum, que se dispõe a partilhar a verdade que tem como fonte o Evangelho. A primeira edição preparatória em Luziânia ainda contou com várias oficinas: uso do celular como ferramenta de comunicação; criação de arte; texto para redes sociais; e fotografia.

 

Ser Pascom

À luz do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, Documento 99 da CNBB, o coordenador regional da Pascom, irmão Diego Joaquim, explicou que “ser Pascom é atuar como eixo transversal de todas as pastorais da Igreja”. Em sua fala, ele fez um apanhado de vários documentos da Igreja sobre comunicação.

A Pascom, disse ele, não é apenas uma atuação que tem por fim a produção de material comunicativo. “O agente da Pascom deve ser referência em comunicação para as outras pastorais, desenvolver comunicação nas paróquias a partir de quatro alicerces: “Formação; articulação; produção; e espiritualidade” (Diretório de Comunicação, no n. 249). “A comunicação que fazemos não é profissional, mas, sim, pastoral. Por isso, precisamos articular para servir a comunidade, submeter os projetos às outras pastorais”, completou. E onde atua a Pastoral da Comunicação? “Se existe comunidade, existe Pascom. Mesmo que a comunidade tenha apenas o mural de avisos, é preciso considerar todas as práticas comunicativas na comunidade”, justificou.

 

Testemunhos

Esse primeiro Muticom foi muito proveitoso. Aprendemos novos conteúdos e conseguimos entender um pouco mais o que a Igreja espera da Pastoral da Comunicação. Eu participei da oficina sobre o celular como ferramenta de comunicação. O instrutor deu muitas dicas importantes que podemos utilizar em nossas paróquias e nos ensinou a produzir materiais para alcançam muitas pessoas. Valeu muito a pena participar e vou levar o aprendizado para a nossa comunidade paroquial. Efigênia Cristina, Luziânia – GO

Eu participei da oficina de criação de arte e foi um aprendizado muito importante. Estamos implantando agora a Pascom em nossa paróquia e foi fundamental perceber que o campo de atuação dessa pastoral ultrapassa o tirar fotografias, produzir e publicar conteúdo. Muito mais do que está qualificado sobre ferramentas de comunicação, os agentes precisam ter compromisso com o Evangelho. É um instrumento de aproximação das pessoas. Fábio Lopes, Cristalina – GO

 

Mutirão Diocesano de Comunicação 2018

Cada Mutirão tem como público apenas os agentes da Pascom da Igreja particular que sediará o encontro. Portanto, deve-se esperar a sua realização na diocese em que se atua para participar.

Arquidiocese de Brasília - 5 de maio (Feira Pascom)

Diocese de Formosa - 27 de maio

Diocese de Goiás - 18 e 19 de agosto

Arquidiocese de Goiânia - 1º de setembro

Diocese de Uruaçu - 2 de setembro

Diocese de São Luís de Montes Belos - 15 de setembro

Diocese de Jataí - 16 de setembro

Diocese de Rubiataba-Mozarlândia - 19 a 21 de outubro

Jornada da Comunicação Regional (Rubiataba) - 19 a 21 de outubro

 

Fúlvio Costa