Onde voce deseja procurar?

  • Arquidiocese
  • Paróquias
  • Clero
  • Pastoral
  • Liturgia
  • Cursos
  • Comunicação

Você está em:

  1. Home
  2. Comunicação
  3. Notícias
  4. Transferências

17/01/2018

Transferências

Igreja de Goiânia empossa quatro novos padres para o serviço pastoral

Transferências - Notícias - Arquidiocese de Goiânia

O povo de Deus, em quatro paróquias da Arquidiocese de Goiânia, acolheu seus novos administradores e vigários paroquiais, no domingo, 14 de dezembro. As celebrações aconteceram em Goiânia e em Senador Canedo e foram presididas pelo arcebispo Dom Washington Cruz, e pelo bispo auxiliar Dom Moacir Silva Arantes. Foram momentos de graça para essas comunidades que começam uma nova etapa em sua caminhada pastoral. Como bem disse Dom Washington, em uma das posses, os novos administradores “têm a missão de receber o Evangelho de Cristo, ensinar aquilo que creem e procurar realizar o que ensinam”.

Paróquia Nossa Sra. Aparecida, do Conjunto Primavera

Do Clero da Diocese de Crato (CE), padre Adalmiran Vasconcelos assumiu a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no Conjunto Primavera, em missa presidida pelo arcebispo. Dom Washington se lembrou e agradeceu a Deus pelos padres que passaram ali, como o mons. Nelson Rafael Fleury, mons. Luiz Lôbo e, por último, padre Max Costa. “Hoje é um dia muito importante porque vocês recebem o padre, que é presença sacramental de Cristo que ensina e conduz o povo, por meio dos dons e dos instrumentos preciosos da graça divina”, disse em sua homilia para os presentes que lotaram a nave da igreja e a parte externa. O presidente da celebração ainda destacou que o sacerdote é chamado a estar no meio do povo e compartilhar a vida de sua gente, com o objetivo de “ajudá-lo a viver tudo a partir de Deus”.

Após a homilia, o novo administrador fez seu juramento de fidelidade ao arcebispo e seus sucessores e em seguida recebeu os objetos e lugares da igreja: chaves do templo, chaves do sacrário, estola roxa (símbolo do Sacramento da Reconciliação), e a Pia Batismal, onde são gerados os novos filhos de Deus. Padre Adalmiran vem do município de Farias Brito (CE), onde foi pároco da Paróquia N. Sra. da Conceição, por mais de seis anos.

 

Paróquia São José, do Setor Sul

Padre Antônio Donizeth do Nascimento é o novo administrador da Paróquia São José, do Setor Sul. A posse se deu em missa presidida pelo bispo auxiliar Dom Moacir Silva Arantes, também na manhã do domingo, 14 de janeiro. Concelebrou a celebração, o padre Jose William Barbosa. Dom Moacir desejou boas-vindas ao padre e refletiu sobre as leituras daquele 2º Domingo do Tempo Comum, em que a vocação é o centro da Palavra. “Um chamado exige uma resposta.

Se nós existimos, é porque Deus nos chamou à vida. A quem responde sim aos projetos de Deus, ele chama à amizade com ele”, refletiu. A presença do padre Antônio aqui – continuou Dom Moacir – é fruto de um chamado de Deus que confiou a ele a missão de ser, naquela porção do povo de Deus, o que João Batista foi em suas pregações, e o que Jesus é: “um bom Pai na vida da comunidade”. Após a missa, emocionado, padre Antônio disse que esta é a maior missão que ele já recebeu em 22 anos de sacerdócio porque assume a paróquia que por tanto tempo é conduzida pelo mons. João Daiber, a quem ele diz considerar um dos homens mais finos na educação da fé que já conheceu até hoje. “Assumo com temor e com tremor e peço a ajuda das Irmãs Salesianas, que são instrumento de reconciliação na vida da comunidade, e a cada um de vocês, povo de Deus nesta paróquia”.

 

Paróquia Sto. Antônio de Pádua, do Setor Negrão de Lima

Na missa de posse do padre Geraldo Pereira, Dom Washington refletiu também sobre a vocação, o chamamento de Deus, e o significado da paróquia. “A paróquia é a fonte do povo em que todos encontram o seu descanso, conforme nos ensinou São João XXIII. É também escola de oração, onde se aprende a adorar a Deus e bendizer o seu nome, como nos ensinou São João Paulo II”.

O arcebispo também afirmou que a paróquia é a escola de santidade, dos sacramentos e da ação pastoral dos sacerdotes, “o lugar onde o padre exerce o múnus da santidade; onde os pobres recebem hospitalidade e se sentem em casa; e casa onde os fiéis rezam juntos, se dão e vivem a paz”. Ao fim da celebração, Dom Washington disse esperar a solicitude dos paroquianos ao novo administrador paroquial, embora saiba que a comunidade está sediada em um espaço pequeno, rodeado de condomínios, o que é um dos desafios da missão. Padre Geraldo, por sua vez, se colocou à disposição para atender a todos e pediu a colaboração dos paroquianos.

 

Paróquia N. Sra. Auxiliadora, de Senador Canedo

Ao refletir sobre a Primeira Leitura (1Sm 3,3b- 10.19), Dom Moacir afirmou que chegamos a Deus pelo chamado que ele nos faz, apesar de nem sempre entendermos. Samuel, por exemplo – explicou o bispo –, precisou de Eli para entender que Deus o chamava. “Todos nós precisamos de um Eli para compreender que Deus nos chama e ser um pouco de Eli para ajudar as pessoas a compreender o que Deus quer. O sacerdote é um Eli na comunidade”. Ele também comentou que a paróquia, comunidade do povo de Deus, é chamada a ser o coração que oxigena cada membro, para que possa levar vida aos mais diversos ambientes onde atuam e vivem: família, trabalho, sociedade. Ele pediu também que a comunidade acolha bem o novo administrador, padre Max Costa; e o vigário, padre Fábio Cardoso da Silva. “O padre é chamado a ser o coração para o povo, que o atrai e depois o devolve para a missão.

Ele é o pastor que deve ajudar a comunidade a compreender sua missão que se realiza fora”. Em sua mensagem aos paroquianos, padre Max repetiu a frase que usou em sua ordenação presbiteral: “Eis que eu vim, ó Deus, para fazer a tua vontade” (Hb 10,7). E continuou: “De agora para frente, alegre e feliz, acolho a missão para pastorear o povo em Senador Canedo”. A comunidade, logo depois, o aplaudiu calorosamente. A missa foi concelebrada por diversos padres e diáconos, entre eles o novo vigário, padre Fábio.

Fúlvio Costa